Que  estupro foi esse?  Que tiro foi esse? Que desrespeito foi esse?

Estava teclando o meu  notebook, como faço sempre para manter-me informado sobre os principais acontecimentos do dia, quando de repente ouvi  um vídeo,   a principio indesejável, com essas palavras “ Que Tiro Foi Esse” ouvindo a música comecei a refletir: atirou em  quem e como? De revolver, metralhadora?  Fiquei  curioso em saber a autoria deste som apelativo.

 Aprofundando no texto, para minha surpresa, a dita música está entre os rit’s mais tocados nesse Carnaval. É isso mesmo!  Mas o que me chamou atenção, além da letra apelativa foi  fato de um dos arranjos do som conter o barulho do  disparo de arma de fogo. Veja bem você, que  a música chegou ao ponto de  ser proibida por uma prefeitura  do estado de  Alagoas, durante as festas de Carnaval da cidade.

 Isso sob o entendimento de que, a canção incentiva à violência contra a mulher e pelos sons de disparos de armas de fogo.  Diante da polemica, a cantora resolveu fazer um vídeo para explicar e rebater algumas críticas que vem recebendo por conta do hit.

 Para a cantora, que nasceu na comunidade de Bangu, no Rio de Janeiro, a música  é uma questão de interpretação.  Na sua rede social ela disse: “Não fale do que você não viveu dentro de uma comunidade. Eu jamais faria música incentivando a violência, precisa traduzir as coisas”, disparou.

Caso semelhante é do cantor, o MC Diguinho, com a música intitulada “Só Surubinha de Leve”, que tem repercutido na web e se tornado alvo de críticas por seu conteúdo depreciativo às mulheres e por fazer apologia ao estupro. Nas redes, a canção tem acumulado críticas e motivo para questionar as letras dos chamados funks “proibidões”.

 Em uma publicação no Instagram de Diguinho, um comunicado feito por sua assessoria de imprensa diz: “MC Diguinho reconhece o conflito de informações devido a toda a repercussão. O mesmo informa que em sua residência mora com a mãe, irmãs e sobrinha. Jamais iria ‘denegrir’ a honra e moral das mulheres. Em respeito a tudo isso, a música será lançada na versão light. Sem mais”.

Infelizmente,  os nossos estilos musicais vem sofrendo mudanças drásticas nesses últimos anos, onde as poesias e o romantismo vem desaparecendo e a obscenidade é quem ganha destaque.  É lamentável dizer, mas a  boa música está se perdendo  no tempo.

 

 

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here