Vila Pavão fecha segunda-feira com 50 casos confirmados de malária

 

Municípío se prepara para decretar Situação de Emergência. Eventos e festas podem ser adiados

Os números da malária em Vila Pavão não param de crescer. Até às18 horas desta segunda-feira (6) apontavam a existência 50 casos confirmados. As informações foram passadas pelo enfermeiro Wendrio Janut, um dos coordenadores da equipe que monitora a doença no município. Até a tarde de ontem eram 43 casos.

Reunião com o Promotor de Justiça

No início da tarde desta segunda-feira, o prefeito Irineu Wutke se reuniu  com o  Promotor de Justiça da Comarca de Nova Venécia, Lélio Marcarini para discutir  medidas de segurança para população de Vila Pavão, diante do surto malária surgido no município no final do mês passado, que causou o provável óbito de uma pessoa no município.

Atualmente, as equipes da Secretaria de Estado da Saúde (SESA), juntamente com a Fundação Nacional de Saúde (FUNASA)  e a equipe epidemiológica local estão trabalhando em campo alertando a população, realizando barreiras para impedir o avanço da doença e tentando identificar o caso fonte que deu origem ao surto, além de diagnosticar e medicar as pessoas infectadas.

Situação de Emergência

Nas próximas horas, a equipe que coordena os trabalhos para conter o surto de malária vai fornecer um relatório técnico atualizado dos números da doença que servirá de base para a Defesa Civil do município decretar Situação de emergência.

Eventos e festas podem ser adiados

O objetivo da reunião com o promotor de Justiça Lelio Marcarini foi para coloca-lo em contato direto com os profissionais que integram a força tarefa criada para combater a malária, afim de se inteirar sobre a situação, e também  estar ao lado do Poder Público Municipal na discussão e tomada decisões relacionadas aos eventos programados para acontecer no município no decorrer dos próximos dias.

“Se a malária continuar a avançar, provavelmente teremos que tomar algumas medidas em relação à circulação de pessoas e realização de eventos e festas, visto que, as pessoas não podem se aglomerar, ou até mesmo circular,  principalmente nas localidades em que o foco da malária está instalado para não passar a doença para frente. Agora é o momento de cuidar para que o fluxo da doença diminua nos próximos dias”, sinalizou o prefeito Irineu Wutke.

Diante da preocupação do vírus se espalhar, as forças que combatem a malária e a Promotoria de Justiça durante a reunião realizada nesta tarde,  cogitaram, como medida de proteção à saúde da população,  adiar alguns eventos festivos e religiosos programados para o próximo fim de semana na cidade.

Com relação à realização da 21ª Pomitafro com início previsto para o dia 26 de agosto, o prefeito salientou que se o número de casos de doença não diminuir e por se tratar de um evento grande que envolve gente do nosso município e de diversos outros municípios, provavelmente o evento deverá transferido para o final do mês de setembro ou outubro.

O encontro com o representante da Promotoria de Nova Venécia foi realizado na Unidade de Saúde do bairro Nova Munique. O prefeito Irineu Wutke convidou para a reunião, o vice-prefeito José Wilson Vieira; os secretários municipais: Cláudio da Cruz de Oliveira (Saúde), Rafael Shulz (desenvolvimento Econômico/Defesa Civil) ; o procurador jurídico Josimadsonn Magalhães de Oliveira; a chefe de gabinete Ingrd Wutke da Costa; o coordenador da Vigilância em Saúde da Região Norte do Estado, Marllus Cavalcante; o presidente da Câmara João Trancoso e o vereador Gecimar Rodrigues.

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here